Torcida Acessível da Arena do Grêmio

Grêmio: nasce uma torcida superespecial

25 de janeiro de 2013 42

Natural de Canoas, o cadeirante Osório Martins, 41 anos, criou a Torcida Acessível da Arena do Grêmio (TAAG). Ele pesquisou, mas não encontrou outra torcida deste tipo no mundo. Sócio gremista, ele comenta seus planos. Siga o grupo no twitter: @taag0812

O que o levou a fundar a TAAG?
Osório Martins – A Arena é o único estádio do Brasil com acessibilidade plena. No nosso Estado não existe lugar igual. Eu mesmo colaborei no processo, atuei como consultor. Há 270 lugares disponíveis nos três anéis do estádio. É muito legal.

Como atrair mais gente?
Osório – Vamos convocar pessoas com deficiência. Teremos faixas e bandeiras. Venderemos um adesivo, onde está escrito “Roda por Roda”. Você chega “pé por pé” no estádio. Nós chegamos de outro jeito. Estaremos lá com o Grêmio, sempre.

A TAAG é torcida exclusiva?
Osorio – Não, nunca. Todos são bem- vindos. Precisamos de gente também para ajudar na logística. Nos dois primeiros jogos da Arena, muitos não sabiam onde se posicionar. Tudo era novo. Vamos aprender logo o nosso caminho interno.

Vocês vão fazer campanha?
Osório – Sim. Queremos cadastrar torcedores com deficiência, promover ações, ajudar em campanhas de doação de medula e de sangue. Tentaremos ajudar. Nós queremos frequentar o estádio e torcer muito.

Na foto abaixo (arquivo pessoal), Osório (D) e o amigo, Rotechid Prestes (E)


Matéria coluna Bola Dividida - Zero Hora
por LUIZ ZINI PIRES
http://wp.clicrbs.com.br/boladividida/2013/01/25/gremio-nasce-uma-torcida-superespecial/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog